Conheça o Gato Félix

O felino criado por Otto Messmer que encantou crianças e adultos há muitos anos

Gato Felix
Gato Felix (Felix the Cat em inglês) é um personagem de desenho animado, criado na época dos filmes mudos. Seu corpo preto, olhos brancos e sua risada característica, combinados com o surrealismo das situações criadas nos desenhos, fazem do personagem um dos mais conhecidos do mundo. Foi o primeiro personagem de desenho animado popular ao ponto de, por si só, atrair o público.

Personagem dos desenhos animados, Felix apareceu pela primeira vez em 1919, no curta-metragem “Feline follies”. O personagem foi criado por Otto Messmer. Trabalhando sempre num quase anonimato, foi Messmer quem na realidade criou o personagem para o estúdio de desenho animado de Pat Sullivan (que durante muito tempo foi creditado como o criador do herói). E foi Messmer também quem desenhou as tiras diárias de Felix de 1923 a 1951 e as histórias para a revista de igual nome (1946 a 1955).

Mas quem ficou com todas as glórias foi Pat Sullivan. A confusão começou porque, em 1917 (*), Sullivan criou um desenho animado chamado “The tail of Thomas Kat”, apresentando um felino parecido com Felix, mas que definitivamente não era Felix. Tanto que, no início, aquele gato de Messmer era chamado de Master Tom (Mestre Tom). Porém, a partir do terceiro desenho do personagem, o nome Tom foi mudado para Felix. Daí a confusão.

A cauda de Felix pode virar uma pá num instante ou um ponto de exclamação e, no momento seguinte, um lápis. E a maleta que carrega consigo se tranforma em qualquer coisa: de toalha de banho a pára-quedas. Sem falar que lá dentro cabe o espaço, o tempo, o universo e o que mais descobrirem por aí. Esse nonsense todo provou que é possível encantar crianças e adultos ao mesmo tempo.

Gato Felix

Em 1928 Felix teve a honra de ser escolhido o primeiro para aparecer numa imagem de TV, em teste efetuado pela RCA (Radio Corporation of America) para a nova geringonça que surgia. A RCA precisava de um “ator” com alguns detalhes em sua forma e cores bem contrastantes para testar e ajustar os equipamentos da época, que não eram lá muito sensíveis. Foi então construído um Felix de 33 cm. de altura, em papel machê. A peça foi colocada para girar no prato de um fonógrafo, sob as foretes luzes do estúdio da emissora W2XBS, canal 1, de Nova York. E assim, o sortudo bichano foi a primeira imagem transmitida pela televisão.

Gato Felix

O sucesso de Félix entrou em declínio no final da década de 1920, com a chegada dos desenhos animados sonoros, particularmente os do Mickey Mouse, de Walt Disney. Na época, Sullivan e Messmer não quiseram aderir à produção sonora e Félix ficou ultrapassado. Em 1929, Sullivan decidiu finalmente fazer a transição e começou a distribuir desenhos animados sonoros de Félix. A iniciativa fracassou, sendo suspensa no ano seguinte. Sullivan faleceu em 1933.
Félix ainda teve uma breve ressurreição em 1936, com desenhos animados sonoros e em cores, mas Félix estava proibido de aparecer nos cinemas dos Estados Unidos e depois, quase desapareceu, mas foi salvo pela televisão, muito tempo depois.
Os desenhos animados de Félix começaram a ser exibidos pela TV dos EUA, em 1953.

Joe OrioloJoe Oriolo (Criador do Gasparzinho), que dirigia as tiras de quadrinhos de Felix, redesenhou o gato, dando-lhe pernas mais compridas, para uma nova série de desenhos destinados à televisão. Oriolo também acrescentou novos personagens, tais como um sinistro Professor; seu inteligente sobrinho Poindexter, que tinha um QI altíssimo de 222; o assistente do Professor chamado Rock Bottom; um malvado robô denominado Cilindro e um esquimó muito amigo Vavoom, e deu a Felix uma nova bolsa mágica de truques, que podia assumir uma infinita variedade de formas, obedecendo às ordens de Félix.
Joe Oriolo desenvolveu nessa época em torno de 260 episódios novos do Gato Felix e distribuiu para as televisões através da Trans-Lux a partir de 1958, mais voltados para o público infantil, utilizando o tema musical escrito por Winston Sharples, muito conhecido até os dias atuais.
As novas histórias contadas por Joe Oriolo, geralmente eram centradas em inúteis tentativas dos antagonistas em roubar a tal sonhada bolsa mágica do Gato Felix, apesar de que em determinados capítulos eles aparecerem todos como amigos. Atualmente o filho de Joe, Don Oriolo continua a divulgar e a promover o Gato Felix. Finalmente em 1991, o Gato Felix conseguiu protagonizar seu primeiro e único longa-metragem em “Felix the Cat: The Movie“.

Novos personagens do Gato Felix criado na era de Joe Oriolo

Felix The cat
Gato Felix - Personagens
Gato Felix - Personagens
Gato Felix baby

Até mesmo os antigos comics desenhadas por Messmer passaram a serem compilados, para esse novo público. Entre 1995 e 1997, uma nova série chamada “The Twisted Tales of Felix the Cat“, foi exibida pela televisão e no ano de 2000, um vídeo “Felix the Cat Saves Christmas” apresentando o Baby Felix foi exibido para o público japonês, além de uma gama de merchandising, que incluem desde brinquedos até um jogo de videogame para a Nintendo Entertaiment System.
Atualmente, o personagem continua aparecendo em uma variedade de produtos – desde roupas até brinquedos. Recentemente foi produzida a série The Twisted Tales of Felix the Cat, em que o gato é mostrado com um traço mais antigo, em uma ambientação fantástica, com objetos falantes e que tais, além de algumas piadas de duplo sentido, voltadas a um público mais adulto.

Revistas do Gato Felix editadas no Brasil

  • O personagem apareceu em revistas no Brasil primeiramente pela editora La Selva, no período entre 1956 a 1965, em uma série intitulada Seleções Juvenis.
  • Entre 1965 a 1968 foi editado pela RGE em uma série intitulada Gibi Apresenta, que durou 36 números variando entre personagens como Popeye, Zezé, Gato Maluco e Gato Felix.
  • Entre 1972 e 1973, a editora Trieste editou 6 edições mensais e 8 almanaques.
  • Em 1975 a editora Bloch lançou 11 números intitulado Super Gato Felix.
  • Em 2006 a editora Opera Graphica lançou uma edição especial.

revistas gato felix
Veja as revistas do Gato Felix no site

Referências: Wikipedia | Guia dos Quadrinhos | TV Sinopse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prove que você não é um robô! *