50 anos Turma da Mônica: Turma do Papa-Capim

Tribo de índios (estilizados) que vive na Amazônia (no passado), é usada por Mauricio para passar mensagens ecológicas.

50 anos Turma da Mônica: Turma do Papa-Capim

Personagem cômico-infantil das tiras de Maurício de Sousa. Papa-Capim, singelo indiozinho da Amazônia, foi uma das primeiras criações de Mauricio de Sousa. Em 10 de julho de 1960, por exemplo, o pequeno herói já aparecia em “O Diário Juvenil”, jornal tabloide de oito páginas em preto e branco, que também trazia historietas de “Vizunga”, “Penadinho”, “Os Dez Ajustados”, “Fogaça”, “Boa Bola”, “Astronauta” e o caipira “Chico Bento”.

Em 8 de setembro de 1963, ele apareceu também no número 1 do suplemento colorido “Folhinha de S. Paulo”.
No começo dos anos 70, Papa-Capim e seus amigos tinham um bom espaço nos jornais, mas nos gibis apareciam pouco. Quando isso acontecia, era um uma ou duas páginas. Mesmo assim, o singelo herói já era um personagem de peso e inclusive ganhou lugar nas prateleiras como um dos bonequinhos de vinil da Turma da Mônica lançados na época.



As aventuras Papa-Capim e seus amigos se passam na floresta amazônica. Não se sabe ao certo a localidade exata (pode ser a Região Norte ou a Centro-Oeste mas as historias envolvem a natureza, os animais selvagens e, principalmente, mensagens ecológicas.
Geralmente há conflito (lê-se encontro) entre índios e brancos (ou caraíbas como eles chamam, que ora acaba pela expulsão destes da floresta (ocorre sempre quando aparecem mineradores e caçadores), ora acaba com amizade e até troca de objetos entre ambos(ex: lança por walk-man).
Em algumas histórias a área índigena, onde Papa-Capim e seus amigos vivem, está bem próximo da cidade, mas a cultura deles, na maioria das vezes, não sofre influência direta dos brancos, pois continuam andando de tanga, tiram seu susutento da floresta, cosnsultam o pajé em caso de doença, admiram a lua (ou Jaci) etc. Possíveis explicações para isso são a ação do cacique Ubiraci, que freqüentemente escorraça da selva caraíbas que aparecem para caçar, poluir ou desmatar, e a defesa natural proporcionada pelos bancos de areia movediça, que devem ser muito comuns na região, já que caraíbas que entram na selva sem más intenções normalmente se atolam num deles e são salvos por Papa-Capim ou por outros índios de sua tribo, como o menino da história Selvagens, publicada em Chico Bento 338, e o casal de uma história publicada em Chico Bento 78.

Ele usa uma tanga vermelha. Cultiva as lendas e a cultura dos índios. Luta pela preservação da floresta Amazônica, combatendo os inimigos da floresta e a defendendo das queimadas, das fábricas, dos pastos e protegendo o planeta do aquecimento global.

Ele usa uma tanga vermelha. Cultiva as lendas e a cultura dos índios. Luta pela preservação da floresta Amazônica, combatendo os inimigos da floresta e a defendendo das queimadas, das fábricas, dos pastos e protegendo o planeta do aquecimento global.

Personagens da Turma do Papa-Capim

Personagem Papa-Capim

Papa-Capim

Papa-Capim: Indiozinho brincalhão, morador da floresta Amazônica que odeia os “homens brancos” e que é perfeitamente ligado a natureza. Nunca deixa seu amigo Cafuné na mão e é muito valente.

Cafuné

Cafuné

Cafuné:Indiozinho muito medroso, narigudo e brincalhão, é o grande e inseparável amigo do Papa-Capim. Ajuda seu amigo nos seus deveres e o acompanha nas suas aventuras pela mata.

Jurema

Jurema

Jurema: Representa a figura feminina dos curumins, que é como se chamam as crianças índias. Tem com Papa Capim uma afinidade especial, mas são apenas amigos.

Pajé

Pajé

Pajé – O principal curandeiro da tribo do Papa-Capim. É um velho índio ancião que costuma ser mais sábio que os outros de sua aldeia. Vive orientando Papa-Capim e Cafuné, os ensinando os segredos da natureza e contanto histórias com morais.

Cacique Ubiraci

Cacique Ubiraci

Cacique Ubiraci – O cacique da tribo do Papa-Capim lidera a aldeia. É muitas vezes retratado como próprio pai do indiozinho, apesar de em outras histórias ser mostrado sem nenhuma ligação com o mesmo.

Mãe do Papa-Capim

Mãe do Papa-Capim

Mãe do Papa Capim– Cuidadosa, passa o dia cozinhando e fabricando redes e potes.

Na ordem: Jacira, Buriti, Tupá e Guatira.

Na ordem: Jacira, Buriti, Tupá e Guatira.

Jacira – A indiazinha que balança os corações do curumins da tribo

Buriti – Amigo do Papa Capim. Apesar de adulto, tem a alma de criança.

Tupã– O Deus do índios. Vê a vida de cima das nuvens, às vezes se divertindo com os indiozinhos.

Guatira – Também conhecida como “oncinha”. Domesticada pelo Papa Capim quando era filhote.

Veja aqui revistas da Turma do Papa-Capim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *