Watson Portela, quadrinista pernambucano

Barroso, o criador de Br-I, Capitão Lésbi, Chet e muitos outros

Watson Portela
Watson Portela Barroso (Recife, PE, 18 de outubro de 1950) é quadrinista brasileiro.
Assina também como “Barroso” e “Helga“.
Chegou a pintar capas de LPs nos anos 70 para o álbum Até a Amazônia? (1978) do grupo Quinteto Violado. Na época Portela trabalhava como um datilógrafo.
Sua primeira obra profissional foi uma HQ histórica para a Ebal de Adolfo Aisen (O Caçador de Esmeraldas), que jamais foi publicada. Em 1975, participou daquela caça de talentos promovida pelo “Gibi Semanal“, da RGE. “Em 1976, o Otacílio Barros, (o Ota, editor dos gibis da Vecchi) pediu para eu dar um pulinho no Rio de Janeiro, pois queria me conhecer. O Lotário Vecchi (dono da empresa) também era fã dos meus trabalhos”, recordou Watson em uma entrevista. “Mudei para o Rio de Janeiro ainda em 1976 e comecei a trabalhar para a Vecchi. Fazia o ‘Chet’. Lembro que foi antes de completar 26 anos, em outubro”. Em 1979, publicou em “Spektro”, da Vecchi. Então não parou mais. Fez terror, erotismo, western, humor e super-heróis para Grafipar de Curitiba (para onde se mudou na época), Press entre outros. Dono de traço ímpar, seus desenhos fizeram a cabeça de toda uma geração. Foi o papa do quadrinho de ficção brasileira dos anos 80.
Portela chegou a ganhar nos anos 80 um fã-clube. Foi um dos primeiros brazucas a se destacar no cenário quadrinístico da década de 80, em meio a hegemonia do gênero super heroístico americano. Seu trabalho mais conhecido do grande publico é o álbum “Paralelas” e “Vôo Livre“. Watson iniciou seus trabalho em fanzine e mais tarde teve sua arte publicada em diversas editoras como RGE, Vechi, Graphipar e Abril.
Suas histórias na Spektro versavam sobre cangaceiros, sertão nordestino e histórias no Brasil colônia.
Portela foi contratado pela Editora Abril em 1986, onde fez capas para HQs como Crise nas Infinitas Terras, Capitão América, Heróis da TV, Novos Titãs, Grandes Heróis Marvel, Super-Homem, Marvel Especial, Jaspion, Changeman, Pato Donald e Tio Patinhas. Passou a desenhar “Os Trapalhões”, Disney, “He-Man” e “Jovem Radical”.
Versátil, Portela já desenhou um pouco de tudo, passando por western/faroeste (Chet), terror (Spektro, Pesadelo, Spektros), ficção científica (Paralelas), infantil (Trapalhões), super-herói (He-Man), mangás.
Em 1990 enfrenta alguns problemas familiares e volta para Recife onde permanece durante uns 10 anos somente produzindo para fanzines.
Em 2001 ilustrou matérias para a revista Playboy.
Em 2002 um breve retorno ao circuito comercial lança pela editora Ópera Grafica dois maravilhos álbuns, “Paralelas II” e “A Última Missão” (um crossover de personagens criados por Eugênio Colonnese).
De 2004 a 2008, fica totalmente sumido da mídia mailstrem, mas continua desenhando algumas HQs autorais, onde publica na MRD, editora alternativa, a serie Ecos da Vida e também alguns projetos autorais como “O Último Voo Livre” e “Entidade Zero 1/2 do Fim”…..
Em 2011, após alguns anos afastado do mercado brasileiro, Watson anunciou que estaria desenhando a graphic novel “Cabeça Oca e os Elfos de Terra Ronca“.

Personagens criados por Watson Portela (18)

• Br-I
• Br-II
• Br-III
• Capitão Lésbi
• Chet (Chet Mackee)
• Coyote Kid
• Cyberman
• Dragões da Independência
• Erik
• Hukão
• Kid Sepultura
• Leiser (Pedro )
• Power Kid
• Rex, O Caçador
• Ringo Rock
• Robô Gigante
• Sandra (Anjo 45)
• Tutah-Tutah
Ultima Missao - Jovem radical - Paralelas

Cobra

Gibi de número único e tamanho reduzido publicado pela editora PRESS nos meados dos anos 80, desenhado e escrito inteiramente por Watson Portela usando o pseudônimo de BARROSO, baseado num filme da época estrelado por Silvester Stallone, que chegou a fazer algum sucesso e também motivo de muitas controvérsias, pois foi considerado de não muito bom gosto e de extrema violência.

Veja o blog do Watson: http://www.watsonportelaoficial.blogspot.com/


Referências: Wikipedia | Guia dos quadrinhos | Watson Portela Oficial site

1 Comentário Watson Portela, quadrinista pernambucano

  1. Mauricio dos Santos

    CAPITÃO BRASIL by Mauricio dos Santos
    ® e assim surgiu… CAPITÃO BRASIL Estevão Corrêa Dions, cidadão brasileiro, fez um projeto avançado de fazer qualquer um que estiver na câmara do computador molecular, ter poder de força ampliada, campo molecular a prova de projétil e vôo. sua dedicação a ciência fez com que sua vida tomasse rumo diferente.hoje com seu ideal patriótico, capitão – Brasil não irá mudar o mundo.o passado dos correias, foram amargos mas… nem por isso sua educação moral foi mudada.e seus ideais prevaleceram sem nunca desistir de mudar o mundo da melhor forma possível.capitão
    https://pt.gravatar.com/universox1 ms.studio.textoeimagem@gmail.com

    Reply

Deixe uma resposta para Mauricio dos Santos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prove que você não é um robô! *