Vermelho, Vivo é o novo álbum da Devir

Clara, a personagem da história, passará por situações difíceis que terão de ser resolvidas de maneiras inusitadas.

Uma pessoa aparentemente normal, que tem revelados seus ímpetos mais íntimos ao visualizar um simples objeto numa vitrine. Assim começa a história de Clara, uma mulher contemporânea, que trabalha numa agência bancária de uma grande cidade.
No entanto, o desenrolar dessa história fará com que a personagem passe por situações difíceis e que terão de ser resolvidas de maneiras inusitadas.
Vermelho, Vivo (formato 20,5 × 27,5 cm, 48 páginas) aborda alguns dos preconceitos e tabus que aprisionam mulheres e homens na sociedade, por meio de uma personagem principal polêmica e ousada, que não tem medo de tomar atitudes surpreendentes e de expressar seus desejos reprimidos com coragem e determinação.
A obra, escrita por Cristina Judar e ilustrada por Bruno Auriema, é um lançamento da editora Devir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *