Resenha: The Avengers (Os Vingadores, 2012)

Andhora Silveira

Resenha do filme de HQ que fez história no cinema

Os vingadores

Ao assistir esse filme você não consegue esperar até o final para aplaudir. Provavelmente um dos filmes mais esperados do ano de 2012, The Avengers se apresentou como uma sequência sólida de ação onde a equipe dos Vingadores, formada pelo Homem de Ferro (Iron Man), Hulk, Thor, Capitão América, Gavião Arqueiro (Hawkeye) e Viúva Negra (Black Widow), surpreendem. Um filme feito de momentos maravilhosos e construído por personagens bem trabalhados, diálogos espirituosos e um roteiro completamente emocionante.

Dirigido por Joss Whedon, The Avengers é uma continuação de todos os filmes anteriores do Universo Marvel (Iron Man 1 e 2 + Hulk + Thor + Capitão América).

“E assim nasce uma das maiores equipes de super-herói de todos os tempos! Poderosa! Imprevisível!” – Os Vingadores (1963)

O resultado de uma construção que durou cinco filmes, a partir de 2008 com Homem de Ferro, e que elevou as apostas das proporções que “Os Vingadores” poderia vir a tomar, através da inclusão de Nick Fury (Samuel L. Jackson) e a organização conhecida como SHIELD. O projeto finalmente atingiu o seu auge e o conjunto tornou-se completo.

O filme começa com Loki (Tom Hiddleston) encontrando um caminho de volta para a Terra e roubando o Tesseract, uma fonte de energia pura e alienígena, e ameaçando escravizar a raça humana com o ajuda de seu exército extraterrestre (os chamados Chitauris). Não vendo outra opção, Nick Fury monta a equipe de super-heróis conhecida como Os Vingadores (Robert Downey Jr. como Iron Man, Chris Hemsworth como Thor, Chris Evans como Capitão América, Mark Ruffalo como Hulk, Scarlett Johansson como Viúva Negra e Jeremy Renner como Gavião Arqueiro) para deter os planos de Loki.

Gavião Arqueiro, Capitão América e Viúva Negra

Gavião Arqueiro, Capitão América e Viúva Negra

No lugar de criar uma mistura irregular ou tentar se concentrar mais fortemente em qualquer personagem específico, o escritor e diretor Joss Whedon elaborou o filme “Os Vingadores” como um conjunto equilibrado.

Além de todos terem pelo menos uma sequência de cenas de ação grande, todos os personagens estavam totalmente desenvolvidos e tinham um papel importante a desempenhar, seja a luta do Capitão América para se ajustar ao mundo moderno, ou as desavenças de Thor e seu irmão Loki, o ego do Homem de Ferro e sua mentalidade peculiar, ou o medo de Hulk do seu próprio poder. Mesmo a Viúva Negra e o Gavião Arqueiro, que foram bastante minimizados em suas aparições nos filmes anteriores, passam a ter evidência nesse filme.

Todos juntos!

Todos juntos!

Os Vingadores finalmente oferece algo que eu queria ver há muito tempo, mas nenhum filme de super-heróis de histórias em quadrinhos conseguiu realizar, embora não estou incluindo aqui os últimos filmes do Batman, pois são filmes com propósitos diferentes, mas que foram realizados magistralmente.

O que eu quero dizer é que nós temos super-heróis lutando e trabalhando em conjunto no campo de batalha. Os Vingadores nos dá emoção em uma escala que nunca havia sido alcançada antes. Os filmes de X-Men tentaram fazer isso, mas não obtiveram êxito. A Warner Bros e a DC Entertainment não tem ainda um background suficiente para fazer uma façanha como “A Liga da Justiça”, por exemplo.

Capitão América, Tony Stark e Nick Fury

Capitão América, Tony Stark e Nick Fury

A Marvel conseguiu. E ela deu um grande passo a frente nesse sentido: Super-heróis que lutam em uma batalha lado a lado para derrotar uma ameaça em comum. Estou tremendamente satisfeita com o que o esforço dos produtores e do diretor foi capaz de realizar. O escopo da ação e efeitos visuais são incríveis. Em 143 minutos, conseguiram equilibrar um roteiro bem feito e cenas de ação de tirar o fôlego.

Thor e Capitão América

Thor e Capitão América

O Hulk nunca esteve melhor. Ele foi o maior responsável por minhas vibrações ao longo do filme. Sem contar que a maioria dos diálogos são memoráveis, como:

Loki: Eu tenho um exército.
Tony Stark: Nós temos o Hulk.

Loki

Loki

De Robert Downey Jr. à Scarlett Johansson… De Samuel Jackson à Cobie Smulders… Todos desempenhando os seus papéis excepcionalmente bem. Downey Jr. atuando como o carismático e espirituoso Stark (fiel aos quadrinhos), enquanto que Evans faz um capitão perdido no tempo.

Mas se eu for destacar apenas um, tem que ser Mark Ruffalo como Bruce Banner. Em cada cena ele está segurando o seu monstro interior a cada respiração. Depois desse filme, acredito que ninguém duvida que Ruffalo foi a melhor e mais certa escolha para interpretar Banner.

O Hulk, como deve ser

O Hulk, como deve ser

Poster de Os vingadores

Poster de Os vingadores

Um filme divertido de assistir, muito envolvente, mas ao mesmo tempo o tipo de filme que você senta para apreciar como um puro espetáculo. Não só porque temos esses atores de renome na mesma tela, mas sim porque temos grandes heróis no mesmo campo de batalha que era algo que esperávamos há muito tempo que acontecesse.

Ah, e fique até o final dos créditos, sempre tem algo interessante no fim, e que você ficará muito feliz em ver.

Como fã de quadrinhos, encarei “The Avengers” com as maiores esperanças e medos mais profundos. Um pouco mais de duas horas mais tarde, quando os créditos começaram a rolar, eu me virei, sorri e exclamei: “Eles realmente conseguiram!”. O que Whedon e a Marvel criaram é simplesmente extraordinário, um dos mais divertidos e satisfatórios filmes baseados em quadrinhos já feito em toda a história do cinema.

Resumindo, Os Vingadores é o maior filme de super-heróis de histórias em quadrinhos da história.

 


Andhora Silveira

Andhora Silveira (http://andhora.blogspot.com.br/)

É graduanda em Ciência da computação. Nerd asumida. Ama ficção cientifica, histórias em quadrinhos, heavy metal, livros, física, astronomia e tecnologia.
É uma leitora exigente e gosta muito de escrever.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *