Morre Bernie Wrightson, o desenhista que criou o Monstro do Pântano

Desenhista batalhava contra um câncer no cérebro

Após uma longa batalha contra um câncer no cérebro, morreu o lendário desenhista de histórias em quadrinhos Bernie Wrightson, aos 68 anos.
Nascido em Maryland (EUA) em 1948, Wrightson co-criou o Monstro do Pântano, um personagem que evidenciou seu estilo icônico e detalhista e colaborou para que ele se tornasse uma lenda entre quadrinistas de todos os gêneros. Um de seus fãs notáveis foi o artista Jim Lee, que descreveu o trabalho de Wrightson como “incomparável” em estilo e técnica.
A notícia foi revelada em uma publicação no site de Wrightson, escrita pela esposa dele, Liz. “Nós agradecemos a vocês por todos os anos de amor e apoio”, ela escreveu.

Wrightson começou a atuar profissionalmente com apenas 20 anos de idade, em 1968, na edição #179 da revista House of Mystery. Alguns de seus trabalhos notáveis incluem ilustrações para uma adaptação de Frankenstein de Mary Shelley, a participação na criação do Monstro do Pântano em 1971, colaborações com o autor de horror Stephen King, entre outros méritos artísticos.
De acordo com seu obituário, Wrightson “passou sete anos desenhando aproximadamente 50 ilustrações com pena e tinta” para o projeto Frankenstein, algo que o artista dizia “estar entre meus trabalhos mais pessoais”.
Além de quadrinhos, Wrightson criou artes conceituais de “filmes como Os Caça-Fantasmas, Galaxy Quest e Homem-Aranha”, de acordo com o site The Hollywood Reporter.
Wrightson deixa a esposa, Liz, dois filhos, John e Jeffrey, e um enteado, Thomas Adamson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


9 − oito =